quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Em noite irreconhecível, Flamengo é goleado pelo Atlético-GO e perde a invencibilidade no Brasileiro


RIO - Era esperado que um dia a invencibilidade do Flamengo no Campeonato Brasileiro chegasse ao fim. Mas nem o mais pessimista dos torcedores podia imaginar que ela acabasse com uma goleada de 4 a 1, em casa, para o Atlético-GO, que ocupava a zona de rebaixamento. Com uma atuação muito abaixo da média e sem Renato Abreu e Ronaldinho Gaúcho, suspensos, o time foi envolvido pelos goianos e viu o Corinthians abrir três pontos de vantagem na liderança.
Pituca, Juninho, Anselmo e Diego Campos marcaram os gols do Atlético, com Jael descontando para o Fla. Esta foi apenas a segunda derrota rubro-negra na temporada - a outra havia sido no dia 5 de maio, também no Engenhão, para o Ceará, pela Copa do Brasil.
Na próxima rodada o Flamengo enfrenta o Inter, no Beira-Rio, enquanto o Atlético-GO recebe o Grêmio, no Serra Dourada. Os dois jogos serão no domingo, às 16h.
Jogando em casa contra um adversário que estava na zona de rebaixamento, o Flamengo entrou com um esquema excessivamente cauteloso: três zagueiros, dois volantes e apenas Deivid no ataque. O Atlético se fechou bem, congestionando o meio e preocupado em não dar espaços.
Enquanto o Fla ainda tentava se encontrar no campo e achar brechas na marcação adversária, o time goiano abriu o placar aproveitando falha de Alex Silva e Felipe. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio da direita, o zagueiro estreante saltou mal e o goleiro ficou no meio do caminho. Pituca cabeceou sozinho para o gol vazio para fazer 1 a 0.
O Flamengo tentou pressionar, mas sem conseguir chances claras. Em um contra-ataque rápido, o Atlético-GO ampliou o placar aos 37. Juninho recebeu livre nas costas da zaga e tocou rasteiro na saída de Felipe.
Luxemburgo mexeu no time no intervalo, trocando Alex Silva por Jael. O Flamengo partiu para o abafa, mas logo sofreu um golpe duro. Aos 6, após cobrança de escanteio da esquerda, novamente Felipe não saiu bem e Anselmo cabeceou forte para ampliar: 3 a 0.
Diego Maurício e Fierro entraram nos lugares de Deivid e Aírton, mas o Flamengo sentiu o gol. O Atlético-GO passou a dominar a partida, trocar passes e até colecionar oportunidades de ampliar.
Na base da pressão, o Flamengo ainda encurralou o time goiano e chegou a acertar a trave de Márcio, em chute de Diego Maurício, mas sobraram passes errados e faltou inspiração para o time conseguir ao menos descontar e diminuir o vexame. Vexame que ficou ainda maior quando Anselmo fez linda jogada individual, invadiu a área a dribles e apenas rolou para Diego Campos completar para o gol vazio aos 37. No minuto seguinte, Jael ainda fez o gol de honra, mas não havia muito o que comemorar.
FLAMENGO 1 x 4 ATLÉTICO-GO
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Gols: Pituca, aos 13'/1°T, Juninho, aos 37'/1°T, Anselmo, aos 6'/2°T, Diogo Campos, aos 36'/2°T (ATG); Jael, aos 37'/2°T (FLA)
Cartões amarelos: Joílson (ATG); Welinton (Fla)
Cartão vermelho: Joílson (ATG)
Renda: R$ 203.440,00
Público pagante e presente: 7649 pagantes/10278 presentes
FLAMENGO: Felipe; Welinton, Alex Silva (Jael - Intervalo) e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Aírton (Fierro, 18'/2°T), Willians, Bottinelli e Thiago Neves e Junior Cesar; Deivid (Diego Mauricio, 16'/2°T). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
ATLÉTICO-GO: Márcio; Adriano, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Bida, Pituca, Ernandes e Thiaguinho (Joílson, 25'/2°T); Juninho (Diogo Campos, 31'/2°T) e Anselmo (Leonardo, 44'/2°T). Técnico: Hélio dos Anjos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário