ZINHO ESTÁ PREPARADO PARA VOLTAR AO MUNDO DO FUTEBOL

pré-convocado para a COPA de 1998

Com passagens em grandes equipes do Brasil, o paraibano Sebastião Cândido da Silva, ou simplesmente ZINHO, iniciou sua carreira esportiva no futebol profissional no ano de 1989 na equipe do ABC de Natal. Na equipe alvinegra o atacante que tinha como principais características a velocidade e a finalização, sagrou-se campeão potiguar e artilheiro na temporada 1990.


O bom futebol apresentado pelo artilheiro despertou o interesse de algumas equipes com o atleta Zinho marcando o seu início de passagens vitoriosas por equipes como o Santa Cruz-PE, Sport-PE fazendo parte de um grande elenco que conquistou títulos estaduais (1991, 92 e 94), Copa do Nordeste (1994), equipe que contava com o surgimento de Juninho pernambucano para o futebol.


Zinho foi o nordestino que abriu passagem para Rivaldo, Leto e companhia integrarem o famoso carrossel caipira do Mogi Mirim, sendo que no estado de São Paulo o atleta também atuou pela Ponte Preta, Araçatuba, Paulista de Jundiaí, Portuguesa Santista onde foi comandado por Murici Ramalho, União São João e como vice-campeão brasileiro vestindo a camisa da Portuguesa (1996) e São Caetano (2000).

Nos 20 anos em que atuou em alto nível o paraibano/potiguar também deixou a sua marca registrada que era fazer gols pelas equipes do Bahia, Goiás, Ceará, Figueirense, Vila Nova, Campinense, Paranuá-DF e encerrou a carreira na equipe que o mesmo fundou na sua cidade Natal e leva o nome do município PICUÍ CLUB.

A paixão pelo futebol não ficou restrita apenas aos gramados e Zinho partiu para a preparação na área de dirigente esportivo e na formação de treinador pelo SITREFESP (Sindicato de Treinadores do estado de São Paulo), tendo como formadores os treinadores renomados do futebol nacional e internacional como; Carlos Alberto Parreira, Mário Jorge Lobo Zagalo, Osvaldo Oliveira, Murici ramalho, entre outros.

Como treinador, Zinho conquistou com o elenco do Nacional de Patos o feito histórico para o clube e o município, com o título de campeão do 1º turno do paraibano de 2007 garantiu a equipe no Campeonato Brasileiro da série “C” e com a conquista do estadual desse mesmo ano, o Nacional de Patos assegurou a classificação para a Copa do Brasil do ano seguinte.


Mesmo tendo dado uma pausa na carreira de treinador, Zinho tem acompanhado de perto o futebol e tem se preparado para retomar a função no mais breve espaço de tempo possível, não será novidade para os que acompanharam a trajetória dentro das quatro linhas do velocista marcador de gols, passarem a torcer pelos sistemas táticos elaborados fora do gramado pelo estudioso do futebol, Zinho Picuí a partir do próximo ano.













Zinho Campeão como treinador

blog SEI Tangará

Comentários