terça-feira, 4 de novembro de 2014

PRIVAR A CRIANÇA DE JOGAR BOLA... É CORTAR SORRISOS E INTERROMPER SONHOS!

A força do futebol sempre esteve na simplicidade. Para praticar, basta uma bola, algum talento e boa vontade. Nos rincões pobres do Brasil, o jogo encontrou sua casa e sobrevive, impávido colosso, sempre que alguns moleques se dispõem a bater bola. Por puro prazer, pela alegria do companheirismo, pela inocência dos gestos. Bob Dylan escreveu certa vez que o rock se resume a três acordes, uma guitarra vermelha e a verdade. O futebol que tanto amamos é mais ou menos isso aí. E é encantador – quase poético – ver meninos e meninas carregando traves improvisadas, fazendo embaixadinhas a caminho do terreno baldio mais próximo. Sim, nas periferias ainda há lugar para bater bola com a pureza que o jogo exige. Simples assim. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)



Fonte: Blog do Gerson Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SECRETARIA DE ESPORTES REALIZA REUNIÃO COM ATLETAS QUE DISPUTARÃO A CORRIDA DA INDEPENDÊNCIA

Na noite desta terça-feira (22), reuniram-se na câmara municipal de Tangará-RN, o secretário de esportes do município, Luiz Carlos...