TITE, ABRIU O VERBO EM ENTREVISTA CONCEDIDA A CBN

Tite, treinador do Corinthians concedeu entrevista ao programa “Quatro em Campo” da rádio CBN de São Paulo...

Na conversa com os jornalistas Paulo Massini e André Sanches (repito, jornalista), Tite não poupou palavras, disse o que pensa e mandou alguns recados.

Abaixo a transcrição do que disse Tite:

“A corrupção me incomoda… mais do que incomodar, ela fere, ela machuca. A corrupção… ela mata. Não é só o assassino, não é só o atentado que mata.

A corrupção mata o sonho, a educação de uma criança, ela mata a igualdade social…

Então, daqui a pouco, se nós tivermos a grana destes corruptos… que tem que ir para a cadeia! A impunidade é outra coisa que… quando eu vejo que punição acontece eu abro um sorriso no meu íntimo…

Paga! Se fez, vai pagar…

Se eu tiver feito errado, eu vou pagar aquilo que é meu.

Eu pago, eu estou dizendo, não em termos financeiros… naquilo que a Lei determina… a Lei é igual para todos…

Então, de ter estas pessoas… e nós estamos num momento social muito legal…
que a gente não está mais aceitando este tipo de conduta…

Nós estamos muito mais rebeldes, nós estamos muito mais na busca do correto.

Ele é no âmbito das pessoas que comandam o futebol… ele deva ser no âmbito dos técnicos de futebol…

Se tiver técnico corrupto, que ganha bola a respeito de jogador, vaza! Abre a boca, diz que é… se tem conluio com empresário, assuma e diga!

Nós temos que ter, nas diversas áreas… se tiver comentarista, se tiver pessoal da imprensa que come bola para elogiar e fazer lobby com diretor, que venha para fora…

Se tem dirigente que vai contra os princípios do clube ou duma entidade privada, que é a CBF, que exponha!

Eu ouvi um, de delação premiada, que devolveu US$ 9,2 milhões… aí eu fico pensando: ele devolveu isso daí… ele está com um lastro… vai que devolveu tudo que ele tem, né?

Punição! Eu também torço, porque me causa uma indignação… não só como técnico, antes como pessoa, como ser humano. ”

Fonte: Blog do Paulinho via Fernando Amaral FC

Comentários