sábado, 26 de dezembro de 2015

SARAU 2336 APRESENTA IMAGENS DA HISTÓRIA TANGARAENSE




Sr. Valdecí relata momentos vivenciados com o Major Theodorico Bezerra

Por Nildo Ângelo 

Com a proximidade do aniversário da princesa do Trairi (31/12), um grupo de jovens idealizaram o SARAU 2336 (número referente a Lei que desmembrou o município tangaraense de Santa Cruz em 31/12/1958), com exposições de fotografias que apresentam a linha do tempo da bonita história da cidade de Tangará,RN.

As fotografias remetem ao processo histórico do município antes da sua emancipação com fatos recentes que colocam as personalidades e os fatos marcantes em uma mesma direção. As imagens foram visualizadas ao mesmo tempo em que Sr. Valdecí narrava momentos do imperador do sertão, o major Theodorico Bezerra que muito conhecimento e riqueza trouxe para toda a região, principalmente para a nossa Tangará.

O conhecimento de como tudo começou sendo passado pelo Sr. Clóvis Gomes de Melo de 91 anos que com muita dedicação, fez com que os presentes imaginassem um Tangará antes das fotografias que estavam na frente de todos e na viagem ao desconhecido, pudessem visualizar uma terra desabitada coberta por uma mata que anos após, seria transformada em uma cidade hospitaleira e querida por todos.

O senhor José Teixeira, falou sobre a SANBRA e o desenvolvimento que essa grande empresa trouxe para Tangará e todo o Nordeste, nesse período Tangará chegou a ser a 3ª cidade do estado em arrecadação de imposto para o RN. Devido a praga do bicudo a plantação do algodão cessou em todo o estado fazendo com que a empresa viesse a deixar o nosso município. Na atualidade vários tangaraenses se deslocam temporariamente para o sul do país para trabalharem em algodoeiras, algo que foi a maior geração de empregos no início da nossa emancipação.   

As fotos apresentam momentos variados na história tangaraense e podemos citar alguns registros como: A colocação do sino da matriz de Santa Teresinha, Açude Trairi, SANBRA, praça major Lula Gomes, clube municipal o carnaval das antigas, desfiles cívicos e personalidades que foram essenciais para o desenvolvimento municipal; tenente Soares, Aprígio Fernandes, Dona Graça, Major Theodorico Bezerra, Dr. Manoel, Dona Alba Montenegro... e muito mais. 

Os senhores, Valdecí, Clóvis e Zé Teixeira, estiveram presentes no SARAU 2336 e representaram as diversas famílias que chegaram e habitaram esse solo maravilhoso e juntos construíram o município que está cada dia crescente.

A ideia dos jovens Ariene Gomes e Daniel Silva é criar um memorial que apresente o registro da história tangaraense, o primeiro passo foi dado e com certeza essa ação será partilhada e compartilhada por todos. foi sensacional, parabéns aos envolvidos!

O historiador Daniel entrevista Sr. Clóvis Gomes e o Sr. José Teixeira


Observando a nossa história através das fotos

Ôpa! também me encontrei nos registros da história tangaraense.

Nova Silva também esteve prestigiando o grande evento.


Música ao vivo



O jovem historiador, Daniel





Nenhum comentário:

Postar um comentário

UNIÃO CONTRATA ATACANTE QUE ATUOU NA EUROPA

O presidente do União do Assentamento Ronda, Paulo Paduca , não está medindo esforços para reforçar a sua equipe e buscar a reabilitação n...