FLAMENGO PERDE UM DOS GRANDES ÍDOLOS NESTA SEGUNDA-FEIRA (22)


Rio - O Flamengo perdeu um de seus ídolos. Luiz Carlos Nunes da Silva, o Carlinhos, faleceu nesta segunda-feira, aos 77 anos, vítima de insuficiência cardíaca. Ele defendeu o Rubro-Negro entre 1958 a 1969, em 516 jogos, marcando 23 gols. Pela elegância que atuava, recebeu o apelido de Violino. Carlinhos está eternizado no clube. Em 2011, ganhou uma homenagem na Gávea, com a inauguração da "Praça Carlinhos". O velório do ídolo será nesta terça-feira na sede social do Flamengo, das 10h às 16h, no salão nobre.

Como jogador, Carlinhos conquistou dois estaduais e um Rio-São Paulo com a camisa do Flamengo. Volante clássico, nunca foi expulso. O Violino foi referência do Flamengo. Ao se aposentar, passou a chuteira para um garoto promissor: nada mais, nada menos que Zico.

A ligação de Carlinhos com o Flamengo era tamanha que o ídolo sempre frequentava o clube mesmo depois de ter parado de jogar. Em 1983, recebeu a primeira oportunidade como técnico.

Como treinador, Carlinhos repetiu o sucesso que teve como atleta e ajudou o Flamengo a ganhar dois brasileiros (1987 e 1992). O Violino acumulou mais três passagens como técnico do Rubro-Negro e conquistou mais três títulos (Carioca de 1999 e 2000 e a Mercosul de 2000).

Fonte: O DIA-RJ

Comentários