MICHAEL JACKSON ESTARÁ EM SANTA CRUZ NA ABERTURA DA 2ª COPA DA MULHER DE FUTEBOL

O futebol feminino começa a demonstrar que entrou na linha do progresso. O ministro do esporte, Aldo Rebelo, ficou satisfeito quando tomou conhecimento que a SEEL/RN estará realizando no período de 8 a 12 de outubro, a 2ª edição da Copa da Mulher de Futebol 2014. A Secretaria de Estado do Esporte do Rio Grande do Norte está trabalhando muito, somos conhecedores desse trabalho fazendo parte da lista dos estados que desenvolvem o futebol feminino no Brasil. No Brasil, as mulheres sofreram e sofrem uma série de preconceitos. 

A Seel/RN vem através de uma parceria com os Municípios filiados ao Fórum Estadual dos Secretários e Gestores Municipais do Esporte, realizando grandes eventos de futebol como nas categorias de base a exemplo da Copa Escolar de Futebol Garoto Bom de Bola entre seleções de 98 (noventa e oito) municípios) na faixa etária de 12 a 14 anos e Taça RN Escolar para jovens de 15 a 17 anos com 40 seleções municipais e agora com a realização da II Copa da Mulher de Futebol com as participações de 16 (dezesseis) seleções municipais representadas por 330 mulheres atletas acima de 16 anos de idade contemplando um dos legados da Copa do Mundo aqui realizada. 

A Secretaria de Estado do Esporte do Rio Grande do Norte seguindo a orientação do plano decenal do esporte brasileiro em fomentar o futebol feminino realizará este evento grande evento na cidade de Santa Cruz – Região do Trairi no período de 8 a 12 de outubro, recebendo do Ministério do Esporte a confirmação da sua assessora para assuntos relacionados com o futebol feminino, a ex atleta da Seleção Brasileira, Mariléia dos Santos, conhecida por Michael Jackson, presença marcante na abertura da competição. Esse talvez seja o primeiro grande passo aqui no RN para a valorização não só da mulher, mas das atletas que lutaram e fizeram a modalidade ser o que é hoje. Para o Secretario estadual Joacy Bastos, a presença da Michael Jackson sem dúvida vai dar um brilhantismo ao evento principalmente pela importância do resgate do futebol feminino no estado como atividade de raiz cultural do nosso povo. 

Acho que a vivência das atletas que irão participar desse evento certamente marcará um feito que ficará registrado nos anais do nosso esporte. Assim quebraremos os preconceitos que existem no meio do futebol com mulheres, coisa que hoje é repudiada por muitos homens que se dizem gestores esportivos no Brasil. Afirma o Secretário. 

Fonte: SEEL

Comentários