domingo, 19 de janeiro de 2014

INFELIZMENTE O CRACK QUE VENCEU O CRAQUE

Triste fim de um atacante que entrou no crime

Por Rubens Lemos - Depois de ter sido preso por tentativa de estupro e ter confessado ser dependente químico, o atacante Valdiram, de 31 anos, mereceu um recomeço no futebol alagoano, atuando pelo Comercial(AL) mas teve recaída, segundo o próprio presidente do clube, Flavius Flaubert.
“Voltou a beber, usar drogas e até roubou. Os problemas voltaram e tivemos que dispensá-lo. Ele chegou a roubar um Iphone de um jogador nosso e vendeu por R$ 50 –que teria sido para comprar drogas-. Foram buscar ele em uma boca de fumo aqui em Viçosa, ele estava em um estado de terror. Onde encontraram ele havia muitas latas usadas para consumir drogas, além de cachimbo e vela. Ligamos para o pai do Valdiram, que foi lá buscar ele, que nem sabia onde estava”, revelou Flaubert.
Segundo o presidente do Comercial, tudo aconteceu no final da semana passada, em Viçosa, mas inicialmente a diretoria do clube preferiu não externar a situação. “Ele estava sendo um exemplo para o grupo, treinando muito bem e ajudava muito o elenco. É uma pena, mas isso é uma doença”, completou Flavius Flaubert sobre o jogador, que em Alagoas defendeu o CRB em 2001 e 2003 e passou pelo CSA em 2009. Valdiram também se destacou no Vasco-RJ em 2006 e 2007, e já atuou no futebol português e árabe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário