Vídeo do Major Theodorico Bezerra no Globo Reporter

O Imperador do sertão

Falecido em 04 de setembro de 1994, aos 93 anos, o Major Theodorico Bezerra foi um dos mais importantes líderes políticos do sertão potiguar durante muito tempo, foi deputado federal e presidente do PSD. Gostava de se hospedar no Grande Hotel, em Natal, porém passava a maior parte do tempo na Fazenda Irapuru, no município de Tangará. Era dono dos veículos de comunicação rádio Trairy e Jornal do Comércio, a primeira funcionando no Grande Ponto (esquina da Praça Kennedy) e o jornal na Ribeira, esquina com o hotel. Na rádio só fazia uma exigência: que a programação fosse aberta, apresentando o canto de pássaros (havia um LP especial que gorjeava diariamente durante meia hora) e no jornal a cobertura aos amigos e correligionários pessedistas.

Um dos maiores coronéis da política potiguar, Teodorico Bezerra ainda deixou grande parte da vida gravada em filme que vocês vão ver logo baixo, através do vídeo “Teodorico, o Imperador do Sertão”, produção do Globo Repórter de 1978, com a duração de 48 minutos. Há também os livros contando parte de sua história: “Resgate da memória política”, de João Batista Machado e “Dicionário Político do RN Contemporâneo”, de François Silvestre.

O documentário foi dirigido pelo cineasta Eduardo Coutinho. Todo narrado pelo próprio coronel Teodorico Bezerra, o filme é uma espécie de auto retrato da elite nordestina, com seus cacoetes ingênuos de poder e suas manias de grandeza.

Esta postagem eu comecei a pesquisar e a desenvolver após o amigo sitionovense que mora em São Paulo  Francisco Canindé de Lima que sempre acompanha o blog Serra da Tapuia Alerta, ter me pedido para fazer uma pesquisa sobre Theodorico Bezerra e uma de suas bandas intitulada no tempo como 'Os Meninos do Major', após essa vasta pesquisa trago para vocês amantes da história da nossa região está postagem com esse documentário exibido pelo GLOBO REPÓRTER do ano (1978).

 

Postagem exclusiva do nosso blog (Serra da Tapuia Alerta) com base em pesquisas no Google.


Comentários