quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Dasaev: A lenda soviética do Naútico

Dasaev: a lenda soviética do Náutico


Dasaev, goleiro do sub-20 do Náutico. Foto: Anderson Malagutti

Entre as décadas de 1970 e 1980, o mundo do futebol conheceu Rinat Dasayev. Natural de Astracã, na antiga União Soviética, Dasayev ficou marcado por ter sido um dos melhores goleiros de todos os tempos. Tudo por conta de suas defesas milagrosas.

Goleiro titular da seleção soviética nas Copas do Mundo de 1982, 1986 e com participação na Copa de 1990, Dasayev fez muito mais que grandes defesas. Ele inspirou muitos pais, loucos por futebol, a registrar seus filhos com o nome do goleiro.

E um desses pais acabou batizando o atual goleiro sub-20 do Náutico. Dasaev Matheus Ferreira de Freitas, ou simplesmente Dasaev (sem a letra "y"), teve muito mais que o nome inspirado num grande goleiro. Teve o destino como aliado para despontar no mundo do futebol. Tudo graças ao seu tio, que o inspirou a ser goleiro.

O pai de Dasaev, Silvio Freitas, contou que o nome do filho foi mesmo registrado por causa do goleiro soviético.

"A partir do jogo Brasil e URSS, na Copa de 1982, comecei a admirar Dasayev. Não só como jogador, mas também como pessoa e pelo modo de viver", revelou.

Seu Freitas revelou ainda outra história muito curiosa. A mãe do Desaev queria que o nome do filho fosse João Antônio, em homenagem aos avós. Seu Freitas se prontificou em ir ao cartório, mas na hora de registrar o nome... "Cheguei no cartório e dei o nome de Desaev, sem a minha mulher saber". Não satisfeito, ainda escolheu Matheus como segundo nome, para homenagear Lothar Matthäus, ex-jogador e ídolo na Alemanha.

O jovem goleiro, que tem 19 anos e 1,85m, já tem uma rodagem no futebol. Começou com 15 anos no Potyguar, de Currais Novos/RN, passou por Gama e Brasiliense, ficou perto de fechar com Atlético/GO e Santos, mas acabou sendo chamado para o Náutico por Roberto Fernandes. Desde outubro de 2010 Desaev joga e mora nos Aflitos.

Goleiro e sua família nos Aflitos. Foto: Anderson Malagutti

Campeonato Pernambucano Sub-20: a grande chance
Apesar de estar desde o final de 2010 nos Aflitos, Desaev teve somente neste ano a grande chance de se firmar entre os titulares. Prejudicado por algumas lesões, teve no apoio do preparador de goleiro, Samuel Silva, a oportunidade de jogar.

"Foi num treinamento, logo depois que fui contratado. Olhei e pra ele perguntei para o treinador quem era o titular. Falei que o Desaev tinha que ser titular, pela maturidade e qualidade".

O goleiro virou titular só na primeira partida do returno do Pernambucano. E não foi em qualquer jogo. Foi logo no Clássico dos Clássicos, dentro da Ilha do Retiro. No final, vitória do Timbu por 3 a 0. Depois do clássico, o goleiro passou mais cinco jogos consecutivos sem levar gols. Na final, acabou consagrando-se campeão contra o próprio Sport.

"Com certeza foi uma coisa que sempre sonhei. Ano passado estava na arquibancada assistindo o jogo quando o Náutico perdeu a final. Aí falei para o treinador: Ano que vem nós vamos ser campeões. E formos", contou.

Com mais um ano de contrato no juvenil, Dasaev sonha em um dia chegar na equipe principal, e vê em Gideão um grande exemplo. " É um cara que tive a oportunidade de treinar. Tem comprometimento com o clube e é um ótimo exemplo pra mim".
Dasayev x Dasaev

Dasayev, o verdadeiro. Foto: Internet
Apesar de estar a muitos quilômetros de distância do Dasayev original, o Dasaev do Náutico sonha um dia se encontrar com ex-goleiro soviético.

"Se eu pudesse, queria ter um encontro com ele. Até o pessoal daqui já me passou uns vídeos com as defesas deles. Seria legal ficar cara a cara com o cara de que originou meu nome", finalizou.
Veja no vídeo abaixo algumas das defesas do goleiro soviético
Blog do Torcedor via WESPORTS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

APÓS EMPATE COM O ABC A 'BAIXADA' MUDA DE PRESIDENTE E REFORÇA A EQUIPE

Foi preciso apenas um jogo para que o Fluminense (Baixada), realizasse mudanças no elenco, se a maioria das equipes troca de treinador ...