quinta-feira, 24 de maio de 2012

Série C: Treze ‘peita’ a Fifa e mantém processo na Justiça Comum

Campina Grande, PB, 24 (AFI) – Logo após o anuncio de que havia sido punido pela Fifa, por ter acionado a Justiça Comum para disputar o Campeonato Brasileiro da Série C, o presidente do Treze, Fábio Azevedo, disse que não retirará a ação e que vai até o fim para ser um dos 20 clubes participantes do torneio desta temporada.

O dirigente considera a decisão da Fifa como lamentável e que desrespeita a Constituição do país. Para Fábio, o resultado deveria partir das próprias entidades do país – Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ou Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas, mesmo com a punição, ficará na briga por este direito.
“Já estou sabendo da punição e considero como lamentável. Eles (Fifa) estão desrespeitando a nossa Constituição e alguém tem que fazer algo. Não vamos mudar a posição. O processo está lá. Vamos ver o que será definido antes de tomar qualquer atitude”, disse Fábio Azevedo em contato com o Futebol Interior.

Fábio também mostrou seu descontentamento com a decisão da Fifa ao criticar a organização para a Copa do Mundo de 2014. O dirigente deixou a entender que todos os problemas que estão acontecendo para o Mundial são de exclusiva culpa da entidade. “A desorganização e falta de senso da Fifa podem ser vistas para a organização da Copa no Brasil”, finalizou.

A Fifa vê como ilegal a ação do Treze, que acionou a Justiça Comum, ainda que tivessem esgotada suas possibilidades em mérito desportivo. O clube quer a vaga do Rio Branco, que no ano passado também desrespeitou as regras da Fifa, só que sequer foi punido.
 
Agência Futebol Interior
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário