quinta-feira, 31 de maio de 2012

Justiça nega pedido da CBF e mantém Treze na Série C


Rio de Janeiro, RJ, 31 (AFI) – As brigas judiciais no Campeonato Brasileiro da Série C ganharam um novo capítulo nesta quinta-feira. Tudo isso porque, o Tribunal de Justiça da Paraíba indeferiu o pedido da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que tentava nos bastidores cassar liminar favorável ao Treze, que quer participar da competição nesta temporada.
 

A decisão do desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, mantém a que foi tomada pela juíza Ritaura Rodrigues, da 1.ª Vara Cível, há algumas semanas. A autoridade concedeu ao Treze uma ação favorável para que o mesmo dispute o campeonato em 2012. Em caso do descumprimento, a multa é de R$ 50 mil/dia, podendo alcançar a casa dos R$ 2,4 milhões. 
 
A decisão do Tribunal paraibano repudia o acordo feito entre Rio Branco, CBF e Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no ano passado. Como o Rio Branco acionou a Justiça Comum para ter a presença de sua torcida em 2011 e acabou paralisando o campeonato, as partes chegaram num acordo e o clube deixou a competição, mas sequer foi punido, o que é considerado inadmissível pela entidade maior do futebol: Fifa.

Ciente de todo o problema, a CBF se mostra omissa para tomar qualquer decisão. A entidade está num beco sem saída e próxima de ter que indenizar os clubes que conquistaram na Justiça o direito de atuar na Série C deste ano. No caso do Treze, o valor chega a R$ 2,4 milhões. Brasil e Rio Branco também estão na briga.

Todo este problema foi alertado na ocasião pelo Futebol Interior, que definiu como inconsequente a decisão da CBF. Tanto Série C como D do Campeonato Brasileiro, que ainda não tem data para começar. Treze, Rio Branco, Santo André e Brasil de Pelotas lutam por duas vagas na Terceirona Nacional em 2012.
 
Agência Futebol Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

APÓS EMPATE COM O ABC A 'BAIXADA' MUDA DE PRESIDENTE E REFORÇA A EQUIPE

Foi preciso apenas um jogo para que o Fluminense (Baixada), realizasse mudanças no elenco, se a maioria das equipes troca de treinador ...