domingo, 16 de outubro de 2011

Adilson deixa o São Paulo a dois pontos do primeiro clube que estaria na Libertadores.

São Paulo, SP, 16 (AFI) – Adilson Batista não é mais o técnico do São Paulo no Brasileirão. A gota d’água para a diretoria do São Paulo foi a derrota vexatória para o Atlético-GO na noite deste domingo, por 3 a 0, no Serra Dourada, em Goiânia. Enquanto o Tricolor não anuncia o novo comandante, Milton Cruz assume de forma interina o clube no Nacional.

O anunciou da saída do treinador aconteceu através do diretor de futebol, Adalberto Batista, que afirmou que no inicio da semana todos já haviam conversado e falado que o resultado em Goiânia seria o divisor de águas para o clube no Brasileirão. O cartola disse que o São Paulo tem dois jogos importantes em casa (Libertad-PAR e Coritiba) e a situação dentro e fora de campo teria que ser favorável. 
 
“Conversamos durante a semana que essa partida do Atlético era de suma importância para a continuidade do trabalho. Temos dois jogos em casa agora onde precisamos do apoio da torcida e não de uma carga negativa do time. Entendemos que era o melhor neste momento”, disse Adalberto, responsável em comunicar sobre a saída de Adilson Batista.

No Tricolor, Adílson teve sete vitórias, nove empates e seis derrotas. Sobre o nome do novo treinador, o diretor de futebol afirmou que nada será decidido de forma precipitada. A diretoria irá se reunir nesta segunda e com calma pensar em nomes que possam levar o time longe no Brasileirão e quem sabe já para montar o elenco ao final do ano para a próxima temporada.

Adilson deixa o São Paulo na sexta colocação do Brasileirão, com 48 pontos ganhos – dois a menos que o quinto e primeiro time na zona de classificação para a Taça Santander Libertadores de 2012, o Fluminense, com 50.

Nenhum comentário:

Postar um comentário