Árbitro relata que foi chamado de idiota

A súmula do jogo entre Corinthians e Bahia, no Pacaembu, pode complicar Emerson, expulso aos 39 minutos do segundo tempo. O árbitro Evandro Rogério Roman relatou que o atacante foi advertido com cartão amarelo por simular lesão e, em seguida, o chamou de idiota duas vezes, razão pela qual foi aplicado diretamente também o cartão vermelho, logo em seguida.

O jogador, que estava pendurado e terá que cumprir suspensão em duas partidas (pelo terceiro cartão amarelo e também o vermelho), teve a defesa do técnico Tite ao final da vitória por 1 a 0. Segundo o treinador, Emerson estava com incômodo na virilha e, por isso, não tinha condição de sair rapidamente de campo. Na súmula, porém, Roman diz ter sido informado de que o atacante foi orientado pelo auxiliar técnico Geraldo Delamore para retardar o reinício do jogo.

Confira o que foi relatado na súmula da partida:

"Aos 39 (trinta e nove) minutos do 2º tempo de jogo, foi expulso do campo de jogo o atleta nº 11 - Sr. Márcio Passos de Albuquerque (Emerson), da equipe do S.C. Corinthians Paulista, por atitude antidesportiva (simular lesão, caindo no campo de jogo ao perceber que seria substituído), sendo advertido com cartão amarelo. Já sentado na maca, ao receber este cartão amarelo, este em tom irônico começou a bater palma e em ato contínuo às palmas disse olhando p/ mim por duas vezes: "Você é um idiota, você é um idiota", sendo expulso diretamente com a apresentação do cartão vermelho. Informo ainda que após o término do jogo, fui comunicado pelos senhores Bruno Boschilia, árbitro assistente nº 1, e Flávio Rodrigues de Sousa, 4º árbitro, que a orientação para o atleta simular a lesão e cair no gramado partiu do banco de reservas pelo Sr. Geraldo Magela Delamore Moreira, assistente técnico do S.C. Corinthians Paulista."
                                                            Do Superesportes

Comentários