sábado, 30 de abril de 2011

TREINO 30 DE ABRIL 2011

Neste sábado foi retomado os treinos das categorias sub-12 e sub-16, da escolinha independente,após fundamentos de posse de bola o sub-16, iniciou o coletivo tendo a equipe principal goleado por 8x1, destaque para Luciano que marcou 4 vezes.
No sub-12, o coletivo foi bem equilibrado como vem sendo em todos os treinamentos. A equipe "A" começou vencendo após cobrança de escanteio a bola sobrou para Riquelme que fez 1x0,a equipe "B" equilibrou as ações do jogo e empatou aos 30 minutos de treino com um golaço de Pedro Matheus que de fora da área acertou o ângulo esquerdo do goleiro Gustavo que nada pôde fazer, o empate persistiu até o final, o que levou o jogo para tiros diretos da marca do pênalti, onde a equipe "A" venceu por 6x5.
                      
                        Aquecimento sub-16


                                                              
























  Coletivo Sub-12
Gol de Riquelme após rebote em escanteio.




Pedro Matheus empata o jogo em chute de fora da área.

Bruno passa a bola para o ataque.

Bebeto em cobrança de falta na  parte lateral.


Em cobrança de escanteio Artur sai mal na bola, mas a bola pega na mão de Gustavo.

COBRANÇA DE PÊNALTIS













quinta-feira, 28 de abril de 2011

TREINOS VOLTAM NO FINAL DE SEMANA

Os treinos da Sociedade Esportiva Independente, serão retomados no próximo sábado (30), os horários serão mantidos os mesmos para todas as categorias, após 15 dias de recesso é hora de voltar a ativa.

Confirmado com o diretor da escola Elita Barbosa da Fônseca, o senhor Francisco Custódio, o espaço do colégio para que na tarde do dia 04 de maio às 14:00 horas, aconteça a reunião com os pais dos alunos das categorias sub-10 e sub-12, para tratar assuntos referentes a funcionabilidade do projeto social, tendo como tema principal a realização da I COPA INTERNA, entre os alunos das categorias citadas.
Os coordenadores agradecem a gentileza do senhor diretor Francisco Custódio que sempre tem sido atencioso para com a nossa equipe.

Fotos de jogadores de futebol quando crianças

COPA SUB-12 SERÁ "BATIZADA" DE ANDRÉ BATISTA

Os coordenadores da Sociedade Esportiva Independente, estiverem  ontem à noite (27) na residência de Cícero Batista e Miriam, pais do garotinho André Batista que infelizmente veio a falecer no último dia 20 de fevereiro vítima de uma descarga elétrica em um fio colocado de maneira irresponsável em uma cerca perto do campinho  em que "Dedé" e alguns colegas jogavam futebol.

Marcos, Nildo, Adailton e Severino, foram pedir autorização aos familiares para que a copa interna que será realizada pela SEI no sub-12 categoria em que Dedé jogava seja "batizada" em homenagem ao garotinho de I COPA ANDRÉ BATISTA SUB-12 2011.

Cícero e Miriam agradeceram aos coordenadores e deram autorização para que a escolinha independente realize a competição interna em nome da criança alegre, que gostava de jogar futebol e que na próxima terça feira dia 03 de maio completaria 12 anos, receba as justas e merecidas homenagens...
logomarca da copa sub-12

André contra o américa no ct do abc (Camisa 3 usada por ele será doada a família após a copa sub-12)

Copa Fred Menezes jogo contra o Moura Sports

Com os colegas no estádio Frasqueirão antes do jogo contra o São Gonçalo.

OITAVAS DE FINAL DA COPA DO BRASIL


20/04/2011 19:30 (Qua)Avaí1 x 1Botafogo-RJRessacada
20/04/2011 21:50 (Qua)Atlético-PR5 x 0BahiaArena da Baixada
21/04/2011 16:00 (Qui)Palmeiras1 x 0Santo AndréPacaembu
27/04/2011 19:30 (Qua)Grêmio-SP1 x 2CearáEduardo José Farah
27/04/2011 21:50 (Qua)Vasco0 x 0NáuticoSão Januário
27/04/2011 21:50 (Qua)São Paulo1 x 0GoiásMorumbi
27/04/2011 21:50 (Qua)Horizonte0 x 3FlamengoDomingão
28/04/2011 19:30 (Qui)Caxias-RSxCoritibaCentenário


APENAS UM CONFRONTO DAS QUARTAS DE FINAL AINDA NÃO ESTÁ DEFINIDO, MAS ESTÁ BEM ENCAMINHADO SÓ UMA ZEBRA TIRA A CLASSIFICAÇÃO DO CORITIBA, CONFIRA OS CONFRONTOS DAS QUARTAS DE FINAL, A ORDEM DO MANDO DE CAMPO SERÁ CONHECIDO NA PRÓXIMA SEXTA FEIRA ATRAVÉS DE SORTEIO A SER REALIZADO NA SEDE DA CBF.


SÃO PAULO     X     AVAÍ
ATLÉTICO-PR     X     VASCO
FLAMENGO     X    CEARÁ
CORITIBA/CAXIAS     X     PALMEIRAS

CRUZEIRO VENCE FORA DE CASA


por Fernando Martins Y Miguel    GLOBOESPORTE.COM
Quem estava acostumado com as goleadas do Cruzeiro na Taça Libertadores, teve que se contentar com um placar mais humilde. Porém, a vitória celeste por 2 a 1, diante do Once Caldas, da Colômbia, em pleno estádio Palogrande, em Manizales, foi suficiente para que o time mineiro ficasse em situação tranquila nas oitavas de final da competição sul-americana. Os gols da Raposa foram marcados por Wallyson e Ortigoza, ambos no segundo tempo. Nuñez descontou para os colombianos.
Wallyson gol Cruzeiro (Foto: AP)Wallyson marcou o primeiro gol do Cruzeiro (Foto: AP)
Wallyson, a propósito, chegou ao sétimo gol na Libertadores e se igualou a Nanni, do Cerro Porteño, do Paraguai, no topo da artilharia da competição. O paraguaio Ortigoza, autor do segundo gol do Cruzeiro, foi um dos responsáveis pela vitória. Ele entrou na vaga de Brandão, que estreou com a camisa celeste, e também deu o passe para o gol de Wallyson.
O Cruzeiro, agora, volta a pensar no Campeonato Mineiro. No domingo, às 16h (de Brasília), na Arena do Jacaré, o time enfrentará o América de Teófilo Otoni, pela segunda partida das semifinais do estadual. Como venceu o primeiro jogo, fora de casa, por 8 a 1, a Raposa poderá perder até por sete gols de diferença, que, mesmo assim, garantirá a presença na decisão.
Pela Libertadores, o Cruzeiro receberá o Once Caldas na próxima quarta-feira, às 21h50m, novamente em Sete Lagoas. Para se classificar, a equipe mineira poderá perder por 1 a 0. O time colombiano precisa vencer por dois gols de vantagem ou por um, desde que marque ao menos três em Minas Gerais. Se vencer por 2 a 1, o Once Caldas leva a decisão para os pênaltis. O vencedor do confronto enfrentará Santos ou América, do México.
Equilíbrio e chances trocadas
O Cruzeiro entrou em campo um pouco diferente da equipe que fez a melhor campanha na primeira fase da Taça Libertadores. O técnico Cuca teve que modificar a equipe e escalou Leandro Guerreiro na vaga de Pablo, que se recupera de uma contratura na panturrilha, e Brandão no lugar de Thiago Ribeiro, que sentiu uma entorse no joelho.
E foi o estreante Brandão quem deu o primeiro susto na equipe colombiana. O atacante recebeu o passe de Wallyson e, na frente do zagueiro, chutou cruzado, para a ótima defesa de Martínez. No lance seguinte, foi a vez de Rentería dar o troco, mas a cabeçada não saiu com potência, e Fábio defendeu sem problemas.
O atacante Moreno foi quem sacudiu de vez a animada torcida do Once Caldas presente no estádio Palogrande. Em um chute da intermediária, Moreno acertou o travessão de Fábio. Pouco depois, Moreno, em nova oportunidade, desperdiçou grande chance ao chutar em cima de Fábio, cara a cara com o goleiro celeste.
Por jogar em casa, o Once Caldas tomava a iniciativa da partida. O Cruzeiro, por sua vez, se fechava e saía apenas nos contra-ataques. Porém, a equipe mineira pecava muito no passe final. Com dificuldades de penetração, os colombianos abusavam dos chutes de fora da área, mas também erravam a direção. Em um dos poucos chutes que foi ao gol, Calle obrigou Fábio a espalmar para escanteio. Pouco depois, Moreno, o mais perigoso do Once Caldas, chutou em cima de Fábio, o grande nome da Raposa na primeira etapa.
Vitória assegurada
O técnico Cuca resolveu mexer no time no intervalo, já que o Once Caldas pressionou bastante no fim do primeiro tempo. Everton entrou no lugar de Roger, que esteve apagado nos primeiros 45 minutos. Assim, Cuca tentou corrigir as investidas do time da casa, principalmente pela esquerda. Everton foi para a lateral, e Gilberto passou a atuar como meia.
A alteração surtiu efeito, e os colombianos tinham dificuldades de atacar pelo setor. A marcação celeste melhorou consideravelmente, o que obrigou o Once Caldas a lançar longas bolas aos seus atacantes, bem anulados pela defesa cruzeirense.
Bem postado, o Cruzeiro aproveitou um contra-golpe e calou o estádio Palogrande, aos 27 minutos. Montillo lançou Ortigoza, que havia entrado no lugar de Brandão. O paraguaio foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Wallyson, que fez o sétimo gol, empatando na artilharia da Libertadores com Nanni, do Cerro Porteño, do Paraguai.
O gol desestruturou o Once Caldas, que partiu com tudo para o ataque em busca do empate. Mas o nervosismo falou mais alto, e o time colombiano errou em demasia. O Cruzeiro ainda conseguiu ampliar, aos 39 minutos. Ortigoza recebeu livre, penetrou e tocou por cima de Martínez. A torcida que estava animada, se calou e deixou o estádio mais cedo.
No fim, o Once Caldas ainda diminuiu. Rentería tabelou, chegou à linha de fundo e fez o cruzamento. Nuñez cabeceou bem, a bola bateu na trave e entrou.
ONCE CALDAS-COL 1 X 2 CRUZEIRO
Martínez; Calle (Pajoy), Amaya, Henríquez e Nuñez; Mejía, Henao (González), Mirabaje (Micolta) e Carbonero; Rentería e Moreno.Fábio; Leandro Guerreiro, Gil, Victorino e Gilberto (Vítor); Marquinhos Paraná, Henrique, Roger (Everton) e Montillo; Brandão (Ortigoza) e Wallyson.
Técnico: Juan Carlos Osorio.Técnico: Cuca.
Motivo: partida de ida das oitavas de final da Taça Libertadores. Data:27/4/2011. Local: Palogrande, em Manizales (COL). Árbitro: Victor Hugo Carrillo (PER). Auxiliares: Cesar Escano (PER) e Jonny Bossio (PER).
Cartões amarelos: Henrique, Montillo e Gilberto (Cruzeiro); Mirajabe, Carbonero e Mejía (Once Caldas-COL). 
Gols: Wallyson (Cruzeiro), aos 27 minutos, e Ortigoza (Cruzeiro), aos 38 minutos, e Nuñez (Once Caldas-COL), aos 43 minutos do segundo tempo.

 






poderemos ter confrontos brasileiros nas quartas de final caso as nossas equipes confirmem a classificação teremos Santos  x  Cruzeiro  e o clássico gaúcho Gre  x  Nal, se o fluminense passar de fase provavelmente enfrentará o Velez da Argentina.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

ABC goleia Corintians e conquista título antecipado do 2º turno do Estadual

27/04/2011 - 22:33 | Atualizada em: 27/04/2011 às 22:33

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR

O ABC conquistou o título do 2º turno do Campeonato Estadual de forma antecipada e invicta na noite desta quarta-feira ao vencer por 4 a 1 o Corintians de Caicó no Frasqueirão. Com o resultado, o alvinegro terminou a competição na liderança com 25 pontos, seis a mais que o vice-líder América que ficou com 19.
O regulamento da FNF previa que caso a diferença entre os dois primeiros colocados fosse maior que três pontos, o líder seria campeão direto, sem necessidade de jogos finais. Os gols do alvinegro foram marcados por Leandrão duas vezes, Ederson e Cascata enquanto o Corintians descontou com Roquete.
Além da taça do 2º turno, o ABC conquistou a vaga para a Copa do Brasil e decisão do Estadual contra o Santa Cruz, além de um carro 0 km oferecido pela FNF. O primeiro jogo da decisão será no próximo domingo às 17h no estádio Iberezão e o jogo da volta no dia 8, no estádio Frasqueirão.
O Jogo
Mesmo sabendo que seria campeão mesmo com o empate, o ABC não mediu esforços para sair em busca da vitória. Na primeira chance aos 5 minutos, Gabriel cobra falta na meia-lua que desvia na barreira e vai para escanteio.
Aos 30, o Corintians novamente chegou com perigo, em falta cobrada por Skilo para defesa de Wellington. Aos 40, em lance polêmico, Leandrão tromba com o goleiro do Corintians e a bola vai para as redes abrindo o placar. Jogadores do Corintians reclamaram de falta, mas árbitro confirmou o gol. Enquanto o o ABC ainda comemorava, no último lance aos 47, o zagueiro Roquete completou cruzamento de cabeça e empata o jogo em 1 a 1.
No segundo tempo, o ABC continuou dominando a partida e os gols pareciam questão de tempo. Aos 5, Leandrão chutou forte e a bola foi na trave do Corintians. Porém mais uma vez Leandrão aos 25 não perdoou e cabeceou sem chances para Cimar fazendo seu segundo gol na partida.
O Galo do Seridó continuou sem levar perigo e o ABC marcou o terceiro aos 27 com Éderson aproveitando sobra de bola na área. Para fechar o placar, o craque Cascata, arriscou belo chute de fora da área e fez um golaço fechando o placar em 4 a 1 e garantindo o título alvinegro para festa da frasqueira.
Ficha técnica
ABC: Welligton, Tiago Garça, Bileu e Alessandro Lopes; Pio, Reinaldo, Jackson, Cascata e Renatinho Potiguar; Gabriel e Leandrão.
Corintians: Cimar, Breno, Diego Borges e Marcão; Magno, Roquete, Squilo, Jozicley e Indio; Wilson e Tayrone

Mágica de Messi resolve, e Barcelona abre vantagem sobre nervoso Real


Argentino marca duas vezes, cala o Santiago Bernabéu e deixa o time catalão bem perto da final da Champions. Próximo confronto será na terça-feira

Por GLOBOESPORTE.COMMadri
No terceiro ato dos duelos entre Real Madrid e Barcelona, Lionel Messi foi quem protagonizou o espetáculo, deixando o português Cristiano Ronaldo como mero figurante. Na tarde desta quarta-feira, o argentino marcou os dois gols, sendo o segundo deles uma pintura (assista no vídeo ao lado), da vitória do clube catalão por 2 a 0 sobre o Real, no Santiago Bernabéu, na partida de ida da semifinal da Liga dos Campeões. A expulsão do brasileiro naturalizado português Pepe e o escorregão do lateral-esquerdo Marcelo no lance do primeiro gol facilitaram o triunfo do Barça, que ficou bem próximo da decisão. O jogo de volta acontecerá na próxima terça-feira, no Camp Nou. 
Para se garantir na final da Champions, o Barcelona pode perder até por um gol de diferença na Catalunha. Para não depender da prorrogação ou dos pênaltis, o Real Madrid necessita vencer por três de diferença. O vencedor do duelo enfrentará Manchester United ou Schalke 04 em Wembley. Na partida de ida, os Diabos Vermelhos bateram os alemães por 2 a 0, em Gelsenkirchen.
Messi comemora gol do Barcelona contra o Real Madrid (Foto: AFP)Messi comemora o primeiro gol do Barcelona na vitória desta quarta-feira sobre o Real (Foto: AFP)
Nos duelos anteriores entre os dois arquirrivais, empate por 1 a 1 no Campeonato Espanhol e vitória do Real na final da Copa do Rei. Na competição nacional, no último dia 17, Messi e Cristiano Ronaldo marcaram os gols da igualdade. No título da Copa, na semana passada, gol do português no triunfo por 1 a 0. Agora, o argentino fez dois e está à frente do rival em tentos: 3 a 2. Na temporada, o hermano também está em vantagem com 52 gols contra 42 do gajo.
Em campo, o confronto não foi diferente das declarações da véspera dadas por José Mourinho e Pep Guardiola. Enquanto o português acusou o espanhol de reclamar dos acertos da arbitragem, o treinador do Barça afirmou que a resposta seria dada dentro de campo. E foi aí que o Barcelona calou o Santiago Bernabéu: com futebol.
O estádio, que por sinal, estava vestido de branco para o clássico. As faixas nas arquibancadas já demonstravam o espírito dos merengues para o duelo. Em uma delas, a paixão estava estampada para os rivais perceberem que estavam chegando para uma guerra: "Vivemos por você! Vença por nós!". Na outra, a expectativa pela final da Liga dos Campeões, em Wembley: "Até a final, vamos Real!"
Etapa inicial truncada e cheia de bulhas entre os jogadores de Real e Barça
Daniel Alves e Sergio Ramos na partida do Real Madrid contra o Barcelona (Foto: EFE)Daniel Alves e Sérgio Ramos discutem após lance
do lateral no clássico desta quarta (Foto: EFE)
O Real Madrid entrou em campo disposto a segurar o ímpeto do Barcelona e chegar ao gol de Valdés nos contra-ataques. Congestionando o meio-campo e segurando as principais peças do rival, a equipe de José Mourinho soube segurar a maior parte do tempo as estrelas do time catalão, principalmente Messi e Xavi, que tiveram pouco espaço para trabalhar a bola.
Mas sempre que o argentino ou o espanhol tinham espaço, o Barça chegava com força ao gol do Real Madrid. O primeiro lance de perigo da partida aconteceu aos três da etapa inicial. A bola sobrou no alto para Xavi, que chutou de primeira. Casillas pegou no meio do gol, sem dar rebote. No minuto seguinte, Cristiano Ronaldo soltou a bomba e Valdés defendeu com segurança.
A primeira bulha do jogo aconteceu aos cinco. O árbitro Wolfgang Stark demorou a assinalar uma falta e os jogadores do Barcelona iniciaram um princípio de reclamação. Mesmo com o Real fechado, o time catalão seguiu melhor. Aos dez, Villa recebeu pelo lado direito, avançou para a meia-lua e chutou de canhota. Casillas voou na bola, que passou rente à trave direita.
Assim como gosta, a posse de bola era o forte do Barcelona na partida. O time tinha maior domíno do jogo, mas não chegava de forma contundente ao gol do Real. A melhor oportunidade do time catalão aconteceu aos 24. Messi lançou em profundidade para Xavi já dentro da área. O camisa 6 chutou de primeira e Casillas defendeu com segurança.
Sempre que o Barcelona partia para o ataque, os jogadores do Real Madrid se posicionavam atrás da linha da bola, o que dificultava as ações dos visitantes. Em dado momento da etapa inicial, Cristiano Ronaldo chegou a pedir para os companheiros pressionarem os rivais em busca de uma maior posse do "balón".
Cristiano Ronaldo na partida do Real Madrid contra o Barcelona (Foto: EFE)Cristiano Ronaldo tenta levar vantagem na dividida com Pedro, do Barça (Foto: EFE)
Real acorda na etapa inicial e assusta o Barça com bomba de CR7
Messi na partida do Real Madrid contra o Barcelona (Foto: AP)Messi foi bem marcado na primeira etapa (Foto:AP)
A partir dos 30 minutos, o Real acordou na partida e passou a ter mais posse de bola. E foi aí também que os ânimos se acirraram ainda mais no clássico espanhol. Aos 35, Di María cavou uma falta após entrada de Daniel Alves. O brasileiro se irritou e reclamou com veemência. Porém, o lateral-direito só foi advertido aos 38, quando derrubou Özil ao lado da grande área.
E a confusão tomou conta do jogo. Além do lance de Daniel Alves, Arbeloa ainda deu um encontrão em Pedro, que foi ao chão reclamando de um soco no rosto. Em meio às discussões, Piqué chegou a agarrar o pescoço de Sérgio Ramos, que tentava evitar brigas entre os mais exaltados. Do lado de fora, José Mourinho apenas sorria.
Enquanto o brasileiro Kaká se aquecia no banco (ele acabou não entrando), o Real quase abriu o marcador. Da intermediária, Cristiano Ronaldo soltou a bomba e pegou Valdés de surpresa. O goleiro se esticou todo e fez a defesa. Na sobra, Özil, em impedimento, chutou para nova defesa do arqueiro, mas o juiz já havia invalidado o lance.
Após o término do primeiro tempo, mais uma confusão, desta vez no banco de reservas. O goleiro reserva Pinto deu um tapa no rosto do lateral Arbeloa e acabou expulso. Keita e Valdés separaram os "irritadinhos" e seguiram para o vestiário.
José Pinto arruma confusão no intervalo do jogo (Foto: Getty Images)José Pinto arruma confusão após o fim do primeiro tempo e acaba expulso após tapa no rosto do zagueiro Arbeloa, do Real. Além do arqueiro, Pepe, dos merengues, levou vermelho na etapa final (Getty Images)
Pepe é expulso, Marcelo escorrega no lance do gol e Messi coloca Barça em vantagem
Pepe recebe o cartão vermelho (Foto: Reuters)Pepe recebe o cartão vermelho (Foto: Reuters)
Na volta para a etapa final, Mourinho mudou a equipe. Mas não foi com a entrada de Kaká. O técnico português optou por Adebayor na vaga de Özil, que não repetiu a boa atuação da final da Copa do Rei. E a alteração surtiu efeito. O Real Madrid começou melhor no segundo tempo e quase marcou logo aos quatro minutos.
Cristiano Ronaldo recebeu dentro da área, mas se enrolou na hora de finalizar. Quase o primeiro do Real. Quando parecia que o time merengue teria o seu momento de pressão, o brasileiro natualizado português Pepe foi imprudente em uma entrada em Daniel Alves. O jogador solou o lateral-direito do Barça e levou o cartão vermelho.
Inconformado, José Mourinho não parava de reclamar do lance e chegou a ouvir algumas palavras de Puyol, capitão do Barcelona. De tanto esbravejar na beira do gramado e soltar ironias para o quarto árbitro, o português também foi expulso pelo alemão Wolfgang Stark. Quem também foi advertido, mas com amarelo, foi o lateral-direito do Real, Sérgio Ramos. Por acúmulo de cartões, ele está fora do jogo de volta.
Com um jogador a mais, Guardiola optou por colocar em campo um atleta mais agudo. Affelay entrou na vaga de Pedro aos 25 e, seis minutos depois, ajudou o Barça a abrir o placar. O holandês aproveitou escorregão de Marcelo, avançou para a linha de fundo e cruzou. Messi se antecipou aos zagueiros e tocou para o fundo da rede: 1 a 0.
Messi comemora gol do Barcelona contra o Real Madrid (Foto: AFP)Messi comemora o segundo gol do Barcelona no confronto desta quarta-feira (Foto: AFP)
Em vantagem, o Barcelona soube ainda mais tirar proveito do seu futebol de toque e posse de bola. Ora em busca do segundo gol, ora disposto a segurar o marcador para decidir a vaga no Camp Nou. A irritação dos donos da casa também ficou latente com o estilo da equipe catalã.
Aproveitando-se do nervosismo dos rivais, a magia de Messi entrou em campo. Aos 41, o argentino passou por Diarra, Sérgio Ramos e Albiol, invadiu a área e tocou na saída de Casillas: 2 a 0 Barcelona. Silêncio no Bernabéu. A decisão será na próxima terça-feira. O vencedor estará na final da Liga dos Campeões.      
REAL MADRID 0 X 2 BARCELONA
Casillas, Arbeloa, Sergio Ramos, Albiol e Marcelo; Pepe, Lass Diarra e Xabi Alonso; Özil (Adebayor), Cristiano Ronaldo e Di María.Valdés, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Puyol; Busquets, Xavi e Keita; Pedro (Affelay), Messi e Villa (Sergi Roberto).
Técnico: José MourinhoTécnico: Pep Guardiola
Gols: Messi, aos 31, e Messi, aos 41 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Daniel Alves e Mascherano (Barcelona); Sérgio Ramos, Adebayor e Arbeloa (Real Madrid)
Cartões vermelhos: Pepe (Real Madrid)
Árbitro: Wolfgang Stark (ALE)
Auxiliares: Jan-Hendrik Salver (ALE) e Mike Pickel (ALE).
Estádio: Santiago Bernabéu, Madri (Espanha)

COMPETIÇÃO QUE REVELOU VÁRIOS ATLETAS ESTÁ DE VOLTA AO CALENDÁRIO ESPORTIVO NA ATUAL TEMPORADA

A Copa Craque do Futuro retorna ao calendário do esporte da categoria de base no ano de 2017. Algumas mudanças estão sendo analisadas co...